Setembro e Outubro ao Vivo: Promessa de Futuro ao Vivo ou Online.

Os palcos portugueses começam a agitar-se com maior frequência nesta rentrée, talvez ainda algo tímida, mas ainda assim promissora.

De 11 de Setembro a 4 de Outubro, a Quinta da Alfarrobeira, em São Domingos de Benfica, Lisboa, acolherá 10 noites de música portuguesa, juntando em 20 espetáculos nomes consagrados e outros ainda em busca de maior reconhecimento. O recinto terá uma lotação reservada a cerca de 600 lugares, sentados, cumprindo todas as normas em vigor relativas ao distanciamento social e à higiene e segurança, tais como enunciadas pela Direção Geral de Saúde. Os bilhetes encontram-se à venda pelo preço único de 15€, na Blueticket, locais habituais e no recinto, nos dias de espetáculo às 19h00 e aos Domingos às 17h30.

A Quinta da Alfarrobeira é um lugar emblemático. Quando João Frederico Ludovice projectou, construiu e habitou esta quinta, a partir de 1748, jamais imaginaria que, cerca de três séculos mais tarde, a mesma viria a transformar-se num espaço que pretende reunir e aproximar os cidadãos ao poder local, dando corpo a uma intervenção política, social e cultural muito mais direta e próxima das pessoas: aqui podem frequentar-se as aulas da Academia de São Domingos ou assistir a eventos culturais, como o Lisboa ao Palco, que marca a rentrée musical em Lisboa, dentro da normalidade possível neste período de pandemia, enquanto todos, artistas e público, aguardam pelo dia em que os espetáculos tornarão a funcionar na sua plenitude.

O ciclo Lisboa ao Palco é uma iniciativa da C.M. Lisboa e EGEAC, com o apoio da Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica, produzida pela Sons em Trânsito e Tejo Music Lab, com o objetivo de assinalar este regresso aos palcos bem como celebrar a riqueza e diversidade da música portuguesa. A programação ficou a cargo de Diogo Clemente e aos concertos de David Fonseca e Joana Espadinha, e de António Zambujo e Buba espinho que já aconteceram, somam-se ainda GNR e Cordel (hoje dia 13/9), Moonspell e Murais (20/9), HMB e Matay (25/9), Paulo Flores com Prodígio e ainda Miroca Paris (26/9), Bárbara Tinoco e tainá (27/9), Diogo Piçarra e Irma (2/10), Amor Electro e Viva o Samba (3/10) e, finalmente, Pedro Abrunhosa e Elisa Rodrigues (4/10).

Prosseguem igualmente os concertos A casinha, promovidos por Tim, vocalista dos Xutos e Pontapés. Trata-se de concertos online que têm bilhetes à venda em www.liveacasinha.pt ou em www.bol.pt. Os concertos programados para este mês são Deezy (dia 15), Diogo Picão (dia 16), Conjunto!Evite (dia 18), Ricardo Ribeiro (dia 23), NBC (dia 29) ou João Afonso (dia 30), cobrindo um amplo espectro que irá do hip hop e soul ao fado e música popular.

Entretanto, o Festival Santa Casa Alfama fez saber que tem o cartaz fechado. O evento, que se apresenta como o maior festival de fado do mundo, associa-se às celebrações do Centenário de Amália Rodrigues e apresenta, nos dias 2 e 3 de Outubro próximo, alguns dos melhores fadistas da atualidade que se apresentarão em vários palcos espalhados pelo mítico bairro de Alfama e, obviamente, cumprindo todas as normas de segurança.

Até 01 de outubro o Passe de 2 dias custa 35€ e o Bilhete diário custa 25€. Nos dias do Festival: Passe de 2 dias – 40€; Bilhete diário – 30€. O bilhete tem obrigatoriamente que ser trocado por pulseira, pelo próprio, colocada pela organização do Festival no Museu do Fado, a partir do dia 1 de outubro. A pulseira dá acesso a todos os espaços do Festival até ao limite de lotação de cada um.
 
Locais para aquisição dos bilhetes: Museu do Fado, meoblueticket.pt – Call Center Informações e reservas 1820 (24 horas), ABEP, Bilheteiras da Altice Arena, rede Pagaqui, FNAC e em bilheteira.fnac.pt, Worten, Phone House, ACP, El Corte Inglês, Turismo de Lisboa.

O cartaz completo pode ser consultado no site do Festival Santa Casa Alfama: https://santacasaalfama.com/cartaz/